HPV Quadrivalente

Nº de Doses: 
3 Doses
Bula: 
Descrição: 

A vacina papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) contém VLPs L1, que são proteínas semelhantes aos vírions do tipo selvagem. Como as partículas semelhantes a vírus não contêm DNA viral, não podem infectar as células ou se reproduzirem. Nos estudos pré-clínicos, a indução de anticorpos antipapilomavírus com vacinas com VLPs L1 resultou na proteção contra a infecção.

Indicação: 

A vacina papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) é uma vacina (injeção) que ajuda a proteger contra
as seguintes doenças causadas pelo papilomavírus humano (HPV) em meninas e mulheres de 9 a 26 anos de idade:

- câncer de colo do útero (parte inferior do útero), vulvar (parte externa dos genitais femininos), vaginal e
anal causado pelos tipos 16 e 18 de HPV;
- verrugas genitais causadas pelos tipos 6 e 11 de HPV;
- infecções e lesões anormais e pré-cancerosas (alterações nas células com risco de se transformar em
câncer) do colo do útero, da vagina, da vulva e de ânus causadas pelos tipos 6, 11, 16 e 18 de HPV.
A vacina papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) ajuda a proteger contra as seguintes doenças
causadas pelo HPV em meninos e homens de 9 a 26 anos de idade:
- câncer anal causado pelos tipos 16 e 18 de HPV;
- verrugas genitais causadas pelos tipos 6 e 11 de HPV;
- lesões genitais externas anormais e pré-cancerosas, lesões anais e infecções causadas pelos tipos 6, 11, 16 e
18 de HPV.

Você (ou seu filho[a]) não irá contrair HPV ou qualquer uma dessas doenças ao tomar a vacina papilomavírus
humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante). A vacina papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) ajuda a
prevenir essas doenças, mas não as trata.

Esquema de Imunização: 

São recomendadas 3 doses: a primeira dose na data escolhida, a segunda dose 2 meses após a primeira dose e a terceira dose 6 meses após a primeira dose.

Eficácia: 

A vacina quadrivalente apresentou 98% de eficácia na prevenção de casos de NIC 2, NIC 3, adenocarcinoma in situ ou câncer de colo de útero.

Reações Adversas: 

Qualquer vacina pode ter efeitos não intencionais ou indesejáveis, denominados efeitos adversos. A vacina papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) demonstrou ser, em geral, bem tolerada. Os efeitos mais frequentemente relatados incluem reações no local da injeção (como dor, inchaço, coceira, hematoma e vermelhidão) e reações generalizadas, incluindo dor de cabeça, febre e dor nas extremidades. Também foram relatadas tontura, náuseas e vômitos.

Contraindicações: 

Não deve ser administrada em indivíduos com conhecida hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da vacina, nem em indivíduos que sofreram reação alérgica após receber uma dose da vacina.